top of page
  • Foto do escritorEquipe Build

6 Estratégias de Monetização para Marketplaces, além da comissão de vendas



Estratégias de Monetização Marketplace

 

Gerar receitas recorrentes para um Marketplace vai muito além de simplesmente cobrar comissões sobre as vendas dos sellers que vendem na sua plataforma.


Embora essa seja uma estratégia eficaz e amplamente utilizada, tanto em Marketplaces B2C quanto em B2Bs, existem diversas outras formas de gerar receita que podem transformar o potencial financeiro do seu negócio. Diversificar as fontes de receita vai te ajudar a escalar as receitas da sua plataforma e também te proporcionará um negócio mais estável.


Neste artigo, exploraremos 6 estratégias para monetizar um Marketplace que vão além das tradicionais comissões de vendas. Desde assinaturas premium até serviços logísticos e publicidade direcionada, cada método oferece oportunidades únicas para aumentar a lucratividade enquanto agrega valor tanto para os vendedores quanto para os compradores.

 

 

  1. Publicidade/ads (Retail Media)


Trata-se de oferecer espaços publicitários dentro do Marketplace para que os Sellers ou até mesmo empresas de outros universos possam promover seus produtos ou serviços.

Cada vez mais popular no universo de Digital Commerce, o Retail Media tem sido considerado a terceira grande onda do universo da publicidade digital – sendo a primeira onda os links patrocinados e a segunda as redes sociais.


Marketplaces generalistas costumam contar com grande tráfego de pessoas visitando uma plataforma, o que é muito valioso. Além disso, os Marketplaces mais segmentados reúnem em um lugar toda uma comunidade de empresas/pessoas interessados em um determinado tema (ex: agro para Marketplaces B2B ou itens de colecionador para B2C).


A Amazon foi uma das grandes pioneiras nesse modelo, tanto que nos EUA a empresa é o terceiro player de mídia online, atrás apenas de Google e Meta.


 

 

2. Serviços Logísticos

 

Marketplaces podem oferecer aos sellers serviços como armazenamento, embalagem e envio, permitindo que eles terceirizem toda a cadeia logística.


Isso não só gera uma fonte de receita adicional, mas também melhora a experiência do seller (e, principalmente, do consumidor) ao simplificar suas operações e reduzir a necessidade de gerenciar estoque e entregas.


Além disso, a oferta de serviços logísticos pode incluir soluções premium, como entregas expressas, rastreamento em tempo real e opções de devolução facilitadas. Essas melhorias no serviço ao cliente podem justificar taxas adicionais e aumentar a satisfação do consumidor, resultando em mais vendas e fidelidade à plataforma. Ao agregar valor tanto para os vendedores quanto para os compradores, os serviços logísticos se tornam uma vantagem competitiva para o Marketplace, diferenciando-o da concorrência e criando oportunidades de receita sustentável e escalável.


Programas como o Fulfillment by Amazon (FBA) exemplificam como essas ofertas podem ser estruturadas, cobrando taxas baseadas no volume de produtos armazenados e enviados.

 

 

3. Serviços Financeiros

 

Os Marketplaces podem oferecer uma variedade de serviços financeiros aos seus sellers como uma maneira eficaz de gerar receita adicional. Esses serviços incluem financiamento, empréstimos e adiantamentos de recebíveis, que podem ser especialmente atraentes para sellers que buscam expandir seus negócios ou resolver alguma necessidade de fluxo de caixa. Ao oferecer essas soluções financeiras, o marketplace pode cobrar uma taxa de juros sobre os valores emprestados ou cobrar taxas de serviço, criando assim, uma nova fonte de receita.

 

Por exemplo, um Marketplace pode avaliar o histórico de vendas de um seller e oferecer um empréstimo com base em suas projeções de vendas futuras. Isso pode ser estruturado como um adiantamento de receita, onde o Marketplace fornece capital imediato em troca de uma porcentagem das vendas futuras até que o empréstimo seja pago. Além de gerar receita por meio de juros e taxas, esses serviços financeiros incentivam a lealdade dos sellers à plataforma, pois oferecem suporte crucial para o crescimento de seus negócios. Dessa forma, o marketplace não só amplia suas fontes de receita, mas também fortalece o ecossistema de vendedores, promovendo um crescimento sustentável e mutuamente benéfico.

 

Recentemente, o iFood lançou seu banco digital, o iFood Pago, cujo objetivo é ajudar os restaurantes a conhecerem e gerenciarem suas finanças, contratar soluções de crédito para financiar seu crescimento e aderir à tecnologia de pagamento, como a nova maquininha de cartões. É um excelente exemplo de Marketplace que lança uma unidade de serviços financeiros para a sua base de vendedores e que pode passar a contar com mais uma fonte de receita.

 

 

 

4. Dados

 

Marketplaces costumam transacionar grandes volumes de dados em suas plataformas. Ao coletar e analisar os dados de transações, comportamentos de compra, tendências de mercado e preferências dos consumidores, os Marketplaces acumulam uma riqueza de informações valiosas. Esses dados podem ser licenciados para diversas empresas e organizações que buscam insights aprofundados sobre o mercado e seus consumidores.

 

Para implementar essa estratégia de forma eficaz, os Marketplaces devem garantir que os dados sejam anonimizados para proteger a privacidade dos consumidores e cumprir com as regulamentações LGPD. Além disso, é crucial oferecer dados de alta qualidade e atualizados regularmente, assegurando que as empresas que os licenciam recebam informações precisas e relevantes.

 

 

5. Eventos e Cursos


Organizar eventos, workshops e cursos pagos que ajudem os sellers a melhorar suas habilidades de vendas, marketing e gestão.


Esses eventos podem ser presenciais ou online e oferecerem conteúdos exclusivos, networking e oportunidades de aprendizado prático.

 

 

6. Assinaturas


Cobrar uma taxa fixa mensal ou anual para que os sellers possam listar seus produtos no Marketplace. Esse modelo garante uma receita constante independentemente do volume de vendas.


Para fazer sentido para os Sellers, eles devem obter benefícios adicionais como mais visibilidade, ferramentas exclusivas ou até mesmo um atendimento diferenciado.

 

 

Cada uma dessas formas de monetização pode ser ajustada e combinada, dependendo do modelo de negócios do Marketplace, seu público-alvo, os tipos de produtos ou serviços oferecidos e grau de maturidade da plataforma.

 

Entre em contato com o time de especialistas da BUILD, nossa equipe pode te ajudar na construção de estratégias de monetização para o seu Marketplace.

 

 

 

 

Commentaires


bottom of page